HomeEsporte e Lazer“Altinha” toma conta das praias em Niterói

“Altinha” toma conta das praias em Niterói

Uma dos mais belos pontos turísticos de Niterói, a Praia da Boa Viagem recebeu, na manhã desta quarta-feira (15), a segunda edição do evento “Diazão”, organizado pelo grupo Alta Voltagem. O evento contou com mais de 200 pessoas.

 

O grupo Alta Voltagem é composto por João Pedro, Caio da Cal, Gustavo Castro e Dênis Ribeiro. Eles afirmam que a ideia do evento surgiu para que mais pessoas conhecessem o esporte.

 

 

” Altinha é estilo de vida,faz parte da nossa caminhada já, a gente não consegue sem ficar jogando altinha, faz parte do nosso dia a dia”, afirmou João Pedro, mais conhecido como Pantera.

 

A “altinha” é um esporte que pode ser praticado por pessoas de todos os tamanhos, idades e gênero.

 

Julia Corrêa (15 anos) e Isabelle Mello (17 anos), participantes do evento afirmam ter conhecido o esporte na Praia de Icaraí e assim pegaram gosto pelo esporte.

 

 

“Eu conheci o esporte através da Praia de Icaraí, comecei a frequentar a praia com 13 anos, continuei jogando, conheci os meninos e a Isabelle, continuei jogando e participei de campeonatos”, disse Julia

 

 

“Eu acho muito legal, muito interessante, porque as mulheres cada vez mais estão entrando nesse esporte e sabe que mulher não é tão valorizada quanto homem.” Afirmou Isabelle, quando perguntada sobre a participação de mulheres no esporte.

 

Sobre o esporte.

 

A altinha surgiu na Praia de Ipanema, tomou conta do Rio de Janeiro, e foi ganhando o Brasil. O esporte é derivado do futevôlei, jogado em círculo, sem um número determinado de jogadores, mantendo a bola sempre no alto – daí surgiu o seu nome.

 

Nesse esporte você pode usar os ombro, cabeça e os pés, fazendo jogadas bonitas e rápidas como bicicletas e voleios. O mais legal do esporte é não possuir competição entre os jogadores e sim ser cooperativo.

 

Post Anterior
Nascido em Itaboraí, volante Matheus Fernandes é vendido para o Barcelona
Próximo Post
Polícia Civil realiza megaoperação em comunidades de São Gonçalo

Sem Comentários

Escreva uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.