HomeEsporte e LazerPedalando, pedalando: Niterói quer ser a cidade dos ciclistas

Pedalando, pedalando: Niterói quer ser a cidade dos ciclistas

Em breve, Niterói pode se tornar uma das cidades do país, fora as capitais, com a maior rede de pistas exclusivas para ciclistas, interligando todas as regiões da cidade. A meta da atual gestão é de que até o final de 2020 sejam entregues 50 km de malha viária exclusiva para ciclistas. No Brasil, de acordo com dados de 2018, as 26 capitais e mais o Distrito Federal contam com 3. 291 de vias exclusivas para bicicletas. A maior malha cicloviária é a da cidade de São Paulo, com 498,3 km de extensão

Em Niterói, de acordo com dados da Prefeitura de Niterói, já foram implantados 20 quilômetros de vias exclusivas para ciclistas, a maior parte utilizando faixas laterais de corredores de ônibus, como no TransOceânica. “Vamos tornar Niterói numa de ciclistas. Em breve, a Região Oceânica vai ser a região mais ciclável da Região Metropolitana do Rio. Vamos chegar a 50 quilômetros até o fim de 2020”, afirmou o prefeito Rodrigo Neves. Essa estratégia faz parte do Programa ‘Niterói de Bicicleta’, criado em 2013, e que integra, junto com outros 31 projetos estruturadores, o Plano Estratégico Municipal ‘Niterói Que Queremos’.

“As ciclovias são uma resposta aos desafios relacionados à mobilidade, ao meio ambiente e, à necessidade de melhoria da qualidade de ocupação do espaço urbano de Niterói. O programa tem como principal objetivo estimular a cultura cicloviária na cidade”, afirmou o prefeito.

Powered by Rock Convert

Centro a Icaraí – Atualmente, a Prefeitura está realizando demolições do canteiro central da Avenida Marquês do Paraná e durante esta semana será finalizada a retirada da divisória das pistas para assentamento do terreno. Também estão sendo feitas as escavações e colocação do meio-fio no início da Av. Amaral Peixoto. Em frente à uma marmoraria da via está sendo colocado o piso na ciclovia e, no trecho dos prédios dos tijolinhos, está sendo finalizado o serviço de drenagem e a colocação de parte das calçadas.

Já foram finalizadas a drenagem e demarcação da ciclovia na pista sentido Centro-Icaraí. No trecho da Rua Miguel de Frias, em Icaraí, o muro do Clube Rio Cricket foi redefinido para a expansão da calçada. No trecho da Rua Dr. Celestino até a Amaral Peixoto já foi concluída a drenagem e delimitação da ciclovia. Também foi finalizada a base da malha cicloviária em frente ao prédio dos tijolinhos. Os recuos nas calçadas em frente ao Hortifruti estão sendo terminados.

O prazo para finalização é abril de 2020, no entanto, a entrega da ciclovia foi antecipada para dezembro.

O projeto de alargamento da Marquês do Paraná prevê a implantação de uma faixa exclusiva para ônibus em cada sentido da avenida, ciclovia bidirecional, parada de ônibus sobre o mergulhão, nos mesmos moldes arquitetônicos das estações da TransOceânica, além de calçadas acessíveis dos dois lados da avenida, novo paisagismo, melhorias na drenagem, iluminação de LED e sinalização para pedestres.

Post Anterior
Carlinhos de Jesus é o novo coreógrafo da comissão de frente da Porto da Pedra
Próximo Post
Aposta de São Gonçalo leva prêmio milionário da Mega-Sena

Sem Comentários

Escreva uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.